sábado, setembro 22, 2007
Lendo agora
Erick Vasconcelos / 12:50 AM

Fazia tempo que eu não lia livros de política. Peguei dois agora. The Betrayal of the American Right, de Murray Rothbard, que narra as mudanças no espectro ideológico americano, e The Triumph of Conservatism, de Gabriel Kolko, que é uma reinterpretação da Era Progressista americana.

O livro de Rothbard está bastante interessante até agora; falou da tradição individualista dos anos 1920 nos EUA e como esses autores se localizavam à esquerda do espectro político. Com o New Deal, eles foram rapidamente jogados para a direita e tachados de reacionários. E, afinal, o livro é sobre meu tema preferido: História das Idéias.

Apesar disso, The Triumph of Conservatism me conquistou logo nas primeiras páginas. Eu sempre gostei de ler coisas mais radicais e malucas, e a tese do livro é tudo isso. Basicamente, Gabriel Kolko pretende demonstrar que, ao contrário do que diz o senso comum, na economia americana não havia uma tendência monopolista e concentradora na virada do século XIX para o XX. Pelo contrário, a tendência era de descentralização e competição. Segundo a sabedoria convencional, naquela época emergiam monopólios e trustes do livre mercado, e o governo progressista americano foi convocado para parar essa tendência através da regulação. Gabriel Kolko quer demonstrar o contrário: não só a tendência monopolista não existia anteriormente como as regulações do governo foram desenhadas especificamente para monopolizar o mercado em benefício dos grandes negócios. É um mindblow.